terça-feira, 21 de novembro de 2017

Correios lançam serviço de telefonia móvel no RN

As 126 agências dos Correios no Rio Grande do Norte passaram a oferecer um novo serviço aos potiguares: o de telefonia móvel. A estatal está vendendo o “chip amarelinho”, do Correios Celular, em parceria com a EUTV, prestadora de Serviço Móvel Pessoal (SMP), autorizada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).
De acordo com a estatal, o objetivo é atender os clientes que buscam “serviços simples, práticos e prestados com transparência”. Os pacotes, ainda de acordo com a estatal, foram planejados para estar entre os mais baratos do mercado do país. Por enquanto, existem duas opções de planos pré-pagos ao cliente – o “Alô 30” e o “Alô 60”, que oferecem de 100 a 300 minutos de ligação, além de acesso à internet 3G e 4G, entre outras vantagens.
A portabilidade do número de telefone de outra operadora para o plano Correios Celular pode ser feita ao acessar o site do Correios Celular (aqui) – onde também é possível ter acesso à mais detalhes do serviço. Basta clicar na aba “portabilidade” e seguir os passos apontados na página e a mudança de operadora acontece em até cinco dias úteis.
Os Correios começaram a vender chips em março, em São Paulo. No mês seguinte, o serviço foi lançado em Brasília. Desde então, o serviço vem sendo implementado ao redor do país. À época do lançamento, a companhia tinha previsão de que sejam vendidos 1 milhão de chips até março de 2018 e que o serviço chegue a 500 mil clientes.
Fonte: G1 RN

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

FENEPAR 2017: Feira de negócios de Parelhas

A feira de negócios será realizada entre 14 a 16 de Novembro, no Clube Acampar. Com a FENEPAR, o município de Parelhas se prepara para receber um público consumidor de toda região e estados vizinhos, o que deverá aquecer a economia local. 

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

08 de Novembro: Emancipação política de Parelhas!

Neste dia 08, ela comemora 91 anos de emancipação política. A cidade se tornou o terceiro maior município da região do Seridó. 

É a nossa Parelhas, a Paris do Seridó!


quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Educar no “respeito” não na “obediência” do medo

Muitos podem ser surpreendidos, mas educar crianças obedientes não resulta em dar ao mundo crianças felizes. A obediência é quase sempre alcançada através do medo, por isso é melhor educar as pessoas para que compreendam desde tenra idade o que é respeito, reciprocidade e empatia construída através de afeição sincera.
É bem possível que alguns pais e mães não concordem com essa abordagem. Além disso, muitos de nós fomos educados sob o pilar dessa psicologia comportamental, onde fazer algo errado resultou em punição severa, e fazer algo de bom, por sua vez, nos fez receber uma recompensa. Prêmios e punições nem sempre são efetivos. Especialmente porque, no mundo da sociedade adulta, nem sempre somos recompensados com algo de bom apenas “para se comportar bem”. As crianças NÃO devem orientar seu comportamento com base em simples gratificações. É necessário que elas compreendam por si mesmas as raízes do bom comportamento, respeito e nobreza e passe a praticá-lo espontaneamente.
Obediência baseada no medo e infelicidade
Comecemos por esclarecer conceitos importantes. Assim como a obediência transmitida através do medo causa insegurança na criança, a permissividade também causa infelicidade. A primeira criança só verá paredes em volta dela e a segunda, sem ver nenhum limite em seu ambiente, não sabe o que se espera dela a qualquer momento.
Os extremos na parentalidade também não são bons. Assim, primeiro é necessário delimitar o que queremos dizer com uma “criança obediente”.
Crianças que são apenas obedientes em casa
Este é um tipo de comportamento muito comum que mestres e professores veem nas salas de aula. Crianças que, em classe, abusam de outros, que não respeitam e que demonstram comportamentos que estão longe de ser como seu comportamento em casa.
Quando os professores falam com os pais, eles não entendem ou acreditam que seus filhos agem desta forma, porque em casa eles são muito obedientes.
O problema reside no seguinte: quando educamos com medo e punição as crianças obedecem, mas não chegam a aprofundar o conceito de respeito. Elas agem por obrigação, não pela compreensão. Assim, na escola, sentindo-se livre da pressão da família, tende a canalizar esse medo e raiva em comportamentos disruptivos.
Não é a coisa certa. Às vezes podemos até ver o caso oposto também. As crianças educadas em uma educação severa através de obediência se mostram em outros cenários fechados, temeroso e defensivos comportamentos. O medo não educa, o medo danifica seu equilíbrio emocional.
Não é a coisa certa a fazer. Às vezes, podemos ver o caso oposto. As crianças criadas em educação rígida através da obediência mostram comportamentos fechados, temerosos e defensivos em outras situações. O medo não educa, o medo prejudica seu equilíbrio emocional.
Maneiras de educar crianças obedientes
Há muitas maneiras de educar uma criança e cada família tem a sua, você sem dúvida terá seus princípios, valores e esquemas sobre o que você deseja transmitir aos seus filhos. Agora, a obediência baseada na submissão não é saudável nem pedagógica.
Vamos dar uma olhada nos riscos que esta criação com base na obediência mais dominante e severa geralmente traz:
– As crianças não se atrevem ou expressam suas emoções porque qualquer ato espontâneo é sancionado.
– A criança que é ensinada a permanecer em silêncio, esconder suas lágrimas porque “chorar é fraqueza” ou fica quieto porque “incomodam”, acabam desenvolvendo uma repressão emocional e pessoal muito perigosa.
– Obediência também procura “proteger” a criança de perigos potenciais. Uma criança obediente é uma pessoa que não irá atravessar a zona de conforto da casa e que estará ligado a essa bolha paterna e materna.
– A criança obediente educada com medo, não se atreve a explorar, não descobre, não se sente segura de se abrir para outros. O medo é o oposto da felicidade. É necessário mudar esquemas, educar em respeito e não com medo.
Educar com respeito, educar em felicidade
“Cala a boca e fique quieto que tudo o que você faz é irritar” pode ser substituído por: “você pode ficar quieto agora, por favor? Mamãe está no telefone.”
A linguagem educa, a atitude é pedagógica e servir como modelo é a chave de todos os pais. Embora seja verdade que todos nós queremos ter filhos que nos escutem, é necessário que eles sempre entendem por que eles devem ouvir e que sentido ele tem sempre a agir com respeito aos outros.
Toma nota dessas chaves para refletir sobre o valor da educação com base no respeito:
Ofereça responsabilidades para o seu filho. É necessário que desde cedo ele aprenda a importância de arrumar suas coisas e cuidar de seus pertences pessoais. Pouco a pouco ele ficará orgulhoso de si mesmo percebendo que é capaz de fazer muitas coisas e que nós confiamos nele.
Esclareça seus filhos sobre qualquer regra que você tenha estabelecido em casa. Explique por que deve ser cumprido. Fale com seus filhos e estabeleça uma comunicação respeitosa onde todas as suas perguntas são respondidas.
Quando ele fizer algo errado, não grite ou humilde (“você é desajeitado”, “você é a criança mais má do mundo”). Em vez de intensificar a negatividade, ensine-o a fazer as coisas corretamente.
Compreenda as suas emoções e ensine-lhes a canalizar e compreender os processos internos. Por esse motivo, você pode encontrar livros úteis como “La Crianza Feliz” de Rosa Jové ou “Infância, a Era Sagrada” de Evania Reichert.
Fonte: Revista Pazes

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Comer queijo pode ajudar a prevenir o câncer de fígado, sugere estudo

Os pesquisadores esperam que a descoberta permita às pessoas fazerem mudanças mais simples nas dietas.


Enquanto que muitas pessoas evitam comer queijos com medo de que eles possam contribuir para o ganho de peso, pesquisadores da Universidade Texas A & M descobriram que eles contêm um composto conhecido como espermidina que poderia ajudar as células hepáticas danificadas a se replicarem, prevenindo o desenvolvimento do câncer de fígado.
Segundo informações do Daily Mail, o estudo informou que a espermidina, por ser capaz de impedir que as células danificadas se repliquem, poderia ajudar a impedir a fibrose hepática, que ocorre pela acumulação de tecido cicatricial em razão das diversas doenças relacionadas ao órgão. Uma dessas condições é o carcinoma hepatocelular (HCC), considerado a forma mais comum de câncer de fígado.
Os pesquisadores afirmaram que o composto, que pode ser encontrado nas variedades de queijo brie, parmesão e cheddar, em testes realizados em ratos provou ser capaz de aumentar a expectativa de vida destes em até 25%.  Eles assumem que se testado em seres humanos, o composto poderia elevar a expectativa de vida mundial de 81 anos, para 100.  Contudo, embora qualquer a espermidina possa ser considerada benéfica, ainda são necessários mais estudos para determinar se o composto pode ser transformado em suplemento.
Os pesquisadores esperam que a descoberta permita às pessoas fazerem mudanças mais simples nas dietas, para que possam sobreviver por muito mais tempo.  Segundo o autor do estudo, Leyuan Liu, atualmente a ciência só tem conhecimento de três coisas que podem ajudar a prolongar a expectativa de vida humana: “Reduzir severamente o número de calorias consumidas, restringir a quantidade de metionina (um aminoácido encontrado nas carnes e outras fontes de proteína) e uma droga chamada rapamicina, que provou prolongar a vida de vertebrados”.
Apenas no Reino Unido, em 2014, as doenças hepáticas foram a quinta maior causa de morte, enquanto que o HCC compõe cerca da metade dos 5.500 novos casos de câncer da região. Países como Inglaterra e Gales, por exemplo, registraram mais de 11 mil mortes em 2014.

Fonte: Jornal Ciência

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Refletir para pensar!


Atleta de Jardim do Seridó é entrevistado no Programa Rota da InterTV Cabugi

O atleta jardinense, Mário Sérgio foi entrevistado pelo repórter no Programa do Rota. Ele enfrentou um câncer, e hoje é considerado um grande vencedor na vida. Atualmente, ele segue firme em suas lutas pelo o atletismo. A matéria será exibida nos próximos dias.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

6 coisas que deve manter em segredo, segundo os sábios orientais

Os povos antigos eram dotados de uma sabedoria incomparável. Muitas de suas descobertas e ensinamentos sobreviveram até os dias de hoje – e isso não é por acaso, os sábios orientais, por exemplo, deixaram muitos ensinamentos que se mantêm atualizados até os dias atuais. E vamos compartilhar com você alguns desses ensinamentos do mundo oriental:

1. Nunca revele o que você está planejando para o seu futuro

  • Comentar o que pretende fazer no futuro pode resultar numa grande frustração: desistência.
  • As pessoas podem ser bastante negativas e levar você a desacreditar no seu sonho.
  • Mantenha segredo entre você e Deus.
  • Quando tudo já estiver bem encaminhado, comemore com quem ama.

2. Não compartilhe com os outros sobre as limitações de seu corpo

  • Sabe quando você tem dores, cansaço ou enfrenta dificuldades para realizar algumas atividades?
  • Se possível, não compartilhe isso com todo mundo.
  • O corpo é algo muito pessoal e você deve aprender a ser forte e conviver com ele sem lamentações.

3. Não se vanglorie de seus atos mais caridosos

  • Se você ajuda alguém, deve fazer por amor e não para se vangloriar.
  • O ego pode estimular essa atitude horrível, mas fuja ao máximo da arrogância.
  • Além de se colocar numa situação bem complicada, você também pode deixar outras pessoas constrangidas e humilhadas.
  • 4. Evite se gabar da sua coragem e do seu valor

    • Quando alguém é digno de admiração, as pessoas reconhecem facilmente, não é preciso você se gabar.
    • O máximo que vai conseguir se autopromovendo são críticas e uma imagem nada positiva.

    5. Não desperdice seu tempo falando mal dos outros

    • Quando falamos mal dos outros, estamos revelando muito mais sobre nós do que sobre quem reclamamos.
    • Além disso, o ambiente fica pesado e a mente cheia de pensamentos ruins.

    6. Não diga todos os problemas que sofre em sua vida pessoal

    • Há quem sai divulgando, até nas redes sociais, os problemas que vem enfrentando.
    • Lembre-se de que é muito importante se preservar.
    • Quando falamos demais, corremos o risco de revelar segredos ou de ficarmos muito vulneráveis diante de quem nos ouve.
Fonte: Portal Raízes

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Está funcionando em Parelhas o Espaço do Saber - REFORÇO ESCOLAR

Coloque seu filho(a) em um Reforço Escolar que garanta sua aprendizagem e desenvolvimento nas disciplinas escolares. Venha nos fazer uma visita e conhecer nossas propostas de ensino.

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

O custo social e econômico do golpe: 15 milhões de lares sem renda

Pesquisa do jornal Valor Econômico divulgada nesta terça-feira (29) mostrou que no segundo trimestre deste ano em 15,2 milhões de lares do país não havia ninguém gerando renda a partir do próprio trabalho. Um aumento de 22% comparado a 2014. Para especialistas ouvidos pelo Portal Vermelho, os números significam agravamento da pobreza, retração da economia e aumento na escalada da violência. 
Clemente Ganz, diretor-técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), afirmou que a eliminação da renda do trabalho é decorrente dos números do desemprego. 

No dia 17 de agosto, pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o segundo trimestre deste ano encerrou com 26,3 milhões de desempregados. O número considerou desempregados, os subocupados e os que não estão procurando emprego.

“Houve um grande crescimento do desemprego dos chefes de família, talvez os únicos responsáveis por trazer alguma renda do trabalho para aquele domicílio”, afirmou Clemente.

Não ter renda do trabalho significa que o indivíduo não está exercendo nenhuma atividade laboral como autônomo, assalariado ou servidor público que dê origem a uma renda familiar. Estão desempregadas e contando apenas com as políticas públicas de transferência de renda, alvo de cortes do governo do presidente Michel Temer.

Temer deprime economia

Na opinião de Clemente, a opção de Temer pelo pagamento dos juros da dívida deprime ao invés de dinamizar a economia, o que gera quebradeira de empresas e desemprego. “Por outro lado, em vez de preservar instrumentos de transferência de renda, especialmente o seguro-desemprego, Bolsa Família, ele corta. Está desprotegendo as pessoas e promovendo ineficiência econômica.”

A conta é simples: Cada real transferido para uma pessoa gera 1,8 reais no Produto Interno Bruto (PIB). “É evidente que é micro mas é um micro que anima a economia, o que é diferente de pagar juros da dívida pública que tem efeito de 0,7, 0,8 na economia. O governo opta por pagar juro”, comparou Clemente.

Ex-secretária nacional de Assistência Social no governo da presidenta eleita Dilma Rousseff, Ieda Castro vê pela frente “caos social” com o enfraquecimento e o desmonte das políticas de assistência social. Para ela, os números da pesquisa sobre a falta de renda nos lares brasileiros mostram que aumenta a demanda para setores agora fragilizados.

“As políticas sociais que normalmente são uma retaguarda e reduzem o impacto de uma crise econômica forte estão sendo esvaziadas com congelamento de recursos para saúde e educação por 20 anos”, ressaltou a ex-secretária. 
A fome vai bater na porta
Segundo ela, a área de assistência social perdeu mais de 40% dos recursos com o corte realizado pelo governo em março deste ano. Ela citou o pente fino de Temer no Bolsa Família como um equívoco. 

“Essa política de cruzamento de dados do Bolsa Família ignora que o emprego das pessoas com salários mais baixos são instáveis e sazonais.” Temer tem reduzido vários desses benefícios. “São empregos de alta rotatividade, um dia tem e no outro não tem mais”, explicou Ieda. 

“O resultado vai ser caos social. Vamos ver agravar a mendicância, a fome vai voltar a bater na casa das pessoas, principalmente no Nordeste que já sofre pela inexistência de políticas estruturantes de convívio com o semiárido. Mesmo com o investimento que fizemos para melhorar o acesso à energia e água ainda é precária a condição de vida no Nordeste”, argumentou. 

Segundo a pesquisa do Valor, a região nordeste é onde a situação da renda nos lares é a mais precária, especialmente no estado de Alagoas. “Todas as projeções dos estudos é que realmente nós vamos retornar talvez a uma condição do Brasil antes do ano 2000 onde era comum divulgar as pessoas comendo rato do mato, procurando qualquer coisa para comer e também a ocorrência de saques na merenda escolar”, completou Ieda.
Custo social irreparável e retrocesso na política pública
Clemente argumentou que abrir mão do sistema de proteção social deve gerar um custo difícil de recuperar. “Estudos apontam que situações como a descrita pela pesquisa geram humilhações, fragilidades, perda da convivência, problemas com drogas, álcool, aumento da violência contra as mulheres, filhos, pequenos furtos. É a expansão da pobreza degradando as condições de vida e vínculos sociais.”

Ieda critica o que ela considera um retrocesso na cultura política da assistência social. “Nos últimos 14 anos tentamos criar um sistema público de assistência social que agora está sendo ameaçado de ruir com esse contingenciamento muito alto em cima da área. O governo não está conseguindo manter o funcionamento das políticas dos municípios. A execução financeira de 2017 não atingiu nem 30%.”

Segundo ela, o que se avista é uma barbárie que “pode ser que a sociedade se sensibilize”. “O problema é que a resposta sempre vai vir filantrópica, clientelista e aí vai se reproduzir a cultura política desse pais de enfrentar a pobreza com esmola em vez de adoção de políticas públicas fortes”, denunciou Ieda.

Fonte: Do Portal Vermelho

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Está em andamento o Parque de Dinossauros no Povoado Santo Antônio(Cobra)

O Parque fica localizado no Povoado Santo Antônio da Cobra, município de Parelhas/RN. Esta obra é do grande artista e escultor Parelhense, Iron Garcia. Ainda está em fase de construção, então terá muito mais!
VEJA AS FOTOS:
Fotos: Iris Lúcia

25 de Agosto: Dia Nacional da Educação Infantil

A educação infantil não é um passatempo, é uma etapa fundamental para o desenvolvimento social e cognitivo das nossas crianças.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Artigo | A solução é vender o Brasil?

Está na hora do povo tomar lado sobre este verdadeiro desmonte do patrimônio nacional.

Leonardo Koury Martins*
Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG), 24 de Agosto de 2017
E se passaram pouco mais de um ano e lá se vão aeroportos, Casa da Moeda, pedaços soltos da indústria nacional do petróleo (como a Gaspetro e refinarias) e se deixar até a energia e a água se vão neste país!
Se fosse música da Xuxa (cômico e trágico), "está na hora está na hora" do povo tomar lado sobre este verdadeiro desmonte do patrimônio nacional. Não se trata apenas de precarização dos direitos sociais ou do fim do conceito de seguridade social.
O que está em jogo é a soberania e o conjunto nacional que nos fazem ser um só povo. Imagine, nossas águas e geração de energia nas mãos de empresas estrangeiras. Nossa numeração de moeda e passaporte disposta por empresários. Nossa aposentadoria na instabilidade dos bancos privados. 
Então, imagine que a nossa luta a cada dia se torna mais difícil frente ao modelo de estado posto, que desvaloriza toda história que trabalhadoras e trabalhadores arduamente construíram.
Raul Seixas em seus devaneios musicais, ao conhecer Temer e correlacionar o novo golpe vivido (não mais militar e sim civil) diria que estes golpistas, de tão ousados, nem mesmo pensam em aluguel. Para eles a solução para enfrentar as crises do capitalismo (que idolatram) é vender o Brasil.
O mínimo do mínimo jamais será um todo como tudo que construímos e hoje ainda temos. Não se desespere, lute!
*Leonardo Koury Martins é assistente social e professor
Fonte: Brasil de Fato

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Monalysa Alcântara, do Piauí, é eleita Miss Brasil 2017

Estudante de 18 anos é a terceira negra a vencer o concurso. Ela representará o Brasil no Miss Universo.
.
A candidata do estado do Piauí, Monalysa Alcântara, foi a vencedora do concurso Miss Brasil 2017, realizado na noite deste sábado (19) no Teatro Vermelhos, em Ilhabela, litoral de São Paulo. A nova Miss Brasil tem 18 anos e é estudante de administração. 

Ela venceu outras 26 candidatas e irá representar o país no Miss Universo. Monalysa é a terceria negra a vencer o concurso. Em 2016, a vencedora foi a candidata do estado do Paraná, Raissa Santana, segunda negra a ganhar a competição.

Cavalgada da Solidariedade acontecerá neste domingo em Parelhas

Será realizada no próximo dia 27 de Agosto, uma grande cavalgada denominada Cavalgada da Solidariedade.
A concentração acontecerá as 07h da manhã na Escola Felipe Bitencourt.

As 08h será servido café da manhã e as 09h acontecerá o início da cavalgada, que percorrerá as principais ruas da cidade com destino ao Recante Verde na Barragem Boqueirão.

A Cavalgada será em prol do vaqueiro (Nildo), o mesmo sofreu um acidente, onde caiu de um cavalo, quebrando a perna em  dois lugares e encontra-se desempregado.

O evento tem a Organização do Recanto Verde e Grupo de Cavalgada Collor e Amigos. Participe!

Fonte: Blog do Marcos Silva

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Presidente Michel Temer reduz para R$ 969 o salário mínimo de 2018

A polêmica vai se estender nos próximos meses, pois muitos políticos estão dispostos a garantir um ganho maior para o salário mínimo durante as discussões do Orçamento de 2018.
Dentro da proposta de cortar gastos, para evitar um deficit fiscal ainda maior em 2018, o governo reduziu em R$ 10 o salário mínimo projetado para 2018. Em vez de R$ 979, o rendimento mínimo, a partir de janeiro do ano que vem, será de R$ 969.
Cada um real de economia significa redução de cerca de R$ 32 milhões por mês nos gastos da Previdência Social, cujo rombo não para de crescer. Os R$ 10 a menos significarão R$ 320 milhões de economia por mês.
O governo alegou que, com a projeção menor de inflação, não havia porque manter a projeção anterior para o salário mínimo. Além disso, é preciso controlar os gastos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), hoje o maior foco de despesas do setor público.
Regra de correção
A correção do salário mínimo segue uma regra firmada nos governos petistas. O piso salarial é corrigido pela soma da variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes e da inflação do ano anterior. No caso de 2018, como o resultado do PIB de 2016 foi negativo, caiu 3,5%, o governo só levará em conta a inflação projetada para 2017, de 4,2%.
Há um grupo de economistas, inclusive dentro do governo, que defende a desvinculação do salário mínimo dos benefícios previdenciários. Essa proposta, inclusive, chegou a ser colocada no projeto original de reforma da Previdência encaminhado ao Congresso, mas acabou bombardeada.
Outra ala de especialistas diz que, ao ter correção superior à inflação, o salário mínimo se tornou o principal responsável pela melhoria de vida da população. Foi o maior programa de distribuição de renda que se viu na história recente do país. Portanto, a atual política de atualização do mínimo deve ser mantida
A polêmica vai se estender nos próximos meses, pois muitos políticos estão dispostos a garantir um ganho maior para o salário mínimo durante as discussões do Orçamento de 2018 que serão travadas no Congresso. O projeto de Orçamento deve ser encaminhado ao Legislativo até 31 de agosto.
Fonte: Correio Braziliense

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Água, fonte de vida!


Adurn realiza palestra com a ex-presidente Dilma Rousseff no próximo dia 24

O evento tem a intenção de propor um diálogo entre a academia, a sociedade e a política.
A Associação dos Docentes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Adurn) promove, no próximo dia 24 de agosto, às 19h, no hotel Holiday Inn Natal, no Bairro de Lagoa Nova, uma palestra com a ex-presidenta Dilma Rousseff. O evento, que faz parte do projeto Na Trilha da Democracia, recebe inscrições a partir desta segunda-feira, 14, até 20 de agosto.
O evento, realizado pela ADURN, pelo Sindipetro-RN e pela Frente Brasil Popular, tem a intenção de propor um diálogo entre a academia, a sociedade e a política. O projeto recebe Dilma Rousseff para esclarecer melhor os processos que aconteceram durante o impeachment, além de propor um debate sobre o atual cenário político brasileiro.
A palestra é gratuita e aberta ao público, tendo, no entanto, vagas limitadas. As inscrições podem ser realizadas por meio do site da ADURN e estão sujeitas à disponibilidade de assentos. Os inscritos terão que fazer o credenciamento nos dias 21 e 22 de agosto, no hotel Holiday Inn Natal, das 8h às 18h.
Fonte: AGORA RN

sábado, 12 de agosto de 2017

FELIZ DIA DOS PAIS A TODOS!

Ser pai é plantar e criar raízes, é ensinar segurando a mão com coragem e determinação.
Pai, quanto mais eu penso, mais eu quero te agradecer por tudo o que tens feito por mim. Feliz Dia dos Pais!

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Literatura de cordel é tema de exposição cultural em Parelhas!

Valorizar a cultura, dar voz e vez aos artistas populares, homenagear aqueles que fazem a diferença pela sua arte é uma das propostas da 1ª Expocordel, exposição cultural que reunirá cordelistas, declamadores e poetas da nossa terra, no Central Shopping, em Parelhas.
Com uma programação rica em cultura, diversos artistas estarão reunidos na primeira edição da Expocordel, que acontecerá entre os dias 8 e 11 de agosto, no Central Shopping, em Parelhas. O público irá contar, além da literatura de cordel, com declamações e recitais. O evento é totalmente gratuito e começará nesta terça-feira (08) a partir das 17h, onde haverá um Sarau Poético.

Governo anuncia pagamento dos servidores estaduais

Governo segue acompanhando receitas para anunciar pagamento dos salários dos demais servidores a partir da disponibilidade de recursos.
O Governo do RN paga nesta sexta-feira, 11, o salário servidores públicos estaduais que ganham até R$ 3 mil, correspondente ao valor de R$ 83.975.344,38.
Na terça-feira, 15, será depositado o montante para quem recebe até R$ 4 mil, correspondente a importância de R$ 49.851.116,13. Estas duas faixas representam um montante de R$ 133.826.460,51.
Somando aos servidores da Educação e dos órgãos da Administração Indireta com arrecadação própria, que receberam no último dia 28, foram pagos na integralidade os salários de 80% da folha.
O Governo segue acompanhando as receitas para anunciar o pagamento dos salários dos demais servidores o mais breve possível, a partir da disponibilidade de recursos.
Fonte: AGORA RN

domingo, 6 de agosto de 2017

Dilma: Vamos lutar até devolver direitos roubados do povo

O texto de Dilma, intitulado "Licença para destruir não pode durar para sempre", faz referência à impopularidade de Temer, que não impediu os parlamentares de rejeitarem a denúncia de corrupção passiva contra presidente.

"Com aprovação menor que sensação térmica em madrugada de inverno em São Joaquim, Temer obteve do seu grupo na Câmara uma licença para continuar extinguindo direitos. Por enquanto", afirma.

Segundo Dilma, Temer ainda tem entre alguns deputados o apoio que não tem da população. "O presidente ilegítimo ainda tem, no Congresso, o apoio que jamais teria nas ruas e nas urnas para prosseguir com a pauta mais regressiva da história do Brasil. Apoio que o povo negou aos destruidores de direitos por quatro eleições presidenciais seguidas, razão pela qual optaram por derrubar o governo por meio de um golpe", escreveu.

"O descompasso entre o que a Nação pensa e o grupo de Temer faz no Congresso é flagrante.
Mas vamos resistir e vamos lutar até devolver os direitos roubados do povo brasileiro pelo governo golpista", encerrou. 

Com informações do Portal Vermelho

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Você pensa com a razão ou com a emoção?

Como você toma as suas decisões mais sérias? Você é mais racional ou emocional na hora de fazer as suas escolhas, ou seja, usa mais o coração ou cérebro?
Cientistas fizeram essa pergunta para centenas de estudantes da Universidade Estadual da Dakota do Norte. E os cientistas notaram que a resposta revelava uma série de características psicológicas.
A maioria das pessoas que dizia que o seu ‘eu’ estava no coração (cerca de metade dos entrevistados) era mulher e tinha mais chance de confiar nas emoções para fazer decisões morais – como responder a um guarda de prisão que dizia que iria matar um prisioneiro e seu filho se você mesmo não matasse seu filho. Bizarro, sabemos. Nessa situação hipotética, pessoas ‘coração’ tinham mais chances de dizer que não matariam o próprio filho – uma escolha emocional e não racional, já que duas pessoas estariam condenadas e não apenas uma. Já pessoas que dizem que o ‘eu’ está no cérebro tinham performances melhores em testes de conhecimento geral e reagiam menos em situações estressantes.
Agora novas pesquisas estão adicionando um tempero extra a essas descobertas. Um estudo recente mostra que o local onde pessoas colocam seu ‘eu’ pode interferir em suas visões sobre a legalização do aborto ou os critérios que definem a morte de uma pessoa. Cientistas da Universidade de Columbia usaram vários parâmetros para estabelecer se uma pessoa é mais emotiva ou racional (coração x cérebro) – assim a definição era menos sujeita a uma única resposta sem muita reflexão do entrevistado.
Por exemplo, imagine que você é um doador de órgãos e que, após a sua morte e os transplantes, você tivesse 100 milhões de dólares para distribuir entre as pessoas que recebessem os órgãos. A maior parte das pessoas daria a maior parte ou para o receptor do coração ou do cérebro (no exercício o transplante cerebral era possível), com apenas uma pouca quantia indo para os receptores dos olhos, estômago e outras partes. Homens deram mais dinheiro para os receptores do cérebro, mas nem tantas mulheres davam mais dinheiro para os receptores do coração.
Quem afirmava pensar com o coração era mais passível a apoiar leis mais rígidas para o aborto, baseadas na primeira detecção da batida cardíaca do feto, e afirmavam que a morte deveria ser devretada quando o coração para de bater e não quando o cérebro para de funcionar. Também é engraçado que essas pessoas tinham maiores chances de doar dinheiro para entidades de pesquisas sobre doenças cardíacas enquanto pessoas cerebrais doavam para entidades que pesquisavam doenças como o Alzheimer.
Os cientistas acreditam que onde localizamos nosso ‘eu’ é relacionado com a visão que temos sobre o nosso relacionamento com outras pessoas. Gente que se considera mais independente localiza o eu no cérebro enquanto os mais família apontam o coração.
Se o que os cientistas acham, que a localização do eu pode determinar traços de personalidade, ficar provado, um novo campo de pesquisa pode ser aberto. Pode-se determinar, por exemplo, as melhores opções de carreira para alguém, novas estratégias de marketing serão criadas e também a nossa forma de interpretar outras pessoas pode mudar.
Por Revista Pazes

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Em nota, presidente do Conselho da Juventude de Jardim do Seridó e Delegado da Juventude do Seridó, parabeniza a atitude de Amazan pensando no bem de Jardim do Seridó.

Presidente do Conselho Municipal da Juventude de Jardim do Seridó Alex Anjos.

Ontem a noite (31/07) em suas redes sociais, Alex Anjos, que atualmente preside o Conselho Municipal da Juventude de Jardim do Seridó e também é Delegado da Juventude do Seridó, levando várias ações e projetos para a Juventude da região, emitiu uma nota onde parabeniza a atitude do atual prefeito de Jardim do Seridó, Amazan Silva, pelas exonerações e remanejamentos de funcionários a fim de enxugar a máquina pública, fazendo com que Jardim possa entrar no Limite Prudencial aconselhado pelo Tribunal de Contas do RN. Na mesma nota ele cita os parabéns já dado ao prefeito de Parelhas, Alexandre Petronilo, pela mesma atitude no início de sua gestão!

Publicação do Presidente Alex Anjos em sua rede Social

Vale lembrar que Alex Anjos é bastante rígido quando a cobrança com o que é público e sempre costuma ser bastante burocrático, quando o assunto é políticas públicas, tanto que foi um dos primeiros a entrar na justiça em Jardim do Seridó e ajudar outros funcionários públicos a cobrarem seus direitos.
Em contato com o blog Alex disse que: “o que é certo tem que ser parabenizado, isso é algo que pode ficar para a história de Jardim de o Seridó, um prefeito deixar de lado, o que eu chamo de arrumadinhos políticos, para pensar no coletivo. Sabemos que todo político eleito tem que agradar as pessoas que o acompanharam, mas a cidade e o bem da população tem que sempre está acima de tudo. Contar na carne foi o termo que o prefeito usou e para um político isso realmente é cortar na carne, uma vez que ele arrisca até perder apoios, mas com certeza com essa atitude também pode ganhar muitos outros.Ressaltou Alex ao blog.
FONTE: Blog Seridó no AR

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Governador sanciona lei que beneficiará mais de 100 mil artesãos do RN

Elaborada pela Sethas, a Lei do Artesão determina que todos os produtos confeccionados no RN tenham sua origem certificada por meio do selo “Amigo do Artesão”.
Um levantamento realizado pela Secretaria de Estado do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas-RN) confirmou que o Rio Grande do Norte concentra mais de 100 mil pessoas vivendo diretamente do artesanato no estado. E foi com base nesse dado que o governador Robinson Faria sancionou, no início da noite desta segunda-feira (31), a Lei que institui o Programa do Artesanato, Proart, política de valorização do artesão que se tornou realidade após 30 anos de espera.
Elaborada pela Sethas, a Lei do Artesão determina que todos os produtos confeccionados no RN tenham sua origem certificada por meio do selo “Amigo do Artesão”. Assim, fica estabelecido que sejam comercializados nos espaços do estado no mínimo 60% dos produtos aqui produzidos, sendo 20% nos dois primeiros anos de vigência da lei; 40% no terceiro e quarto ano; e 60% a partir do quinto ano.
Ações pelo artesanato
A Lei do Artesanato Potiguar foi lançada durante a 33ª Feira de Artesanato dos Municípios do Seridó (Famuse), em julho de 2016, em Caicó. Na ocasião, foi assumido o compromisso de construir o Centro de Comercialização do Artesanato do Seridó, em processo de licitação, e implantada a Escola do Artesão, no Centro Administrativo. Há ainda em curso a reforma do Centro de Comercialização Papa Jerimum.
Para a secretária da Sethas, Julianne Faria, a sanção da Lei é importante para garantir segurança e visibilidade aos produtos idealizados e produzidos em solo potiguar. A titular da pasta fez um breve balanço das atividades desenvolvidas pela Secretaria até o momento. “Desenvolvemos desde 2015 um trabalho constante de cadastramento junto aos artesãos, realização de feiras de talento e de concessão de contrapartidas para investimento via Programa Microcrédito do Empreendedor, tudo isso para fortalecer uma das cadeias produtivas mais importantes para o estado”, disse, lembrando que além do Proart, cada uma das 25 Centrais do Cidadão terá um ponto de venda do artesanato.
A secretária declarou ainda que iniciativas de incentivo como realização de feiras no estado, apoio para participação de feiras nacionais e internacionais, e com o Microcrédito do Empreendedor, os artesãos potiguares arrecadaram no ano passado mais de R$ 1,5 milhão.
Artesanato: cultura e fomento à economia do estado
O governador Robinson Faria comentou que a Lei do Artesanato é a vitória de um grupo que foi esquecido por gestões passadas. “Quando assumimos o governo em 2015, apenas 3 mil artesãos estavam cadastrados. Hoje temos quase 10 mil. Isso significa que estamos olhando para os trabalhadores do nosso estado que vendem nossa cultura e identidade para pessoas daqui, do Brasil e para vários outros países. Esta lei que está sendo sancionada hoje não é só um papel, mas um documento que significa respeito, valorização e prestígio para todos vocês que são e fazem o artesanato”, afirmou.
O vice-governador Fábio Dantas também falou sobre a relevância do novo dispositivo. “A nossa gestão tem feito um grande trabalho não só com o artesanato, mas com a cadeia produtiva do nosso estado de uma forma geral. Gostaria de agradecer aos deputados que contribuíram para a aprovação desta lei, que é o reflexo do trabalho duro e diferenciado de potiguares que fazem questão de reafirmar a nossa cultura. Eles, sim, transformam o orgulho da terra em peças e bonitos produtos fomentador de emprego e renda”.
Para Dona Carminha, ceramista há 45 anos, a lei é o reflexo de muita persistência. “Temos que agradecer ao governador e a Julianne Faria por terem olhado para nós.  Esse é o nosso trabalho, a garantia da nossa família e o nosso sustento. Por isso fico feliz porque vamos conseguir colocar os nossos produtos para os turistas verem mais”, falou a artesã.
Fonte: AGORA RN